web analytics

Exame Nacional de Geografia 2020 – Época Especial – Recursos do Subsolo, Pedreiras, Águas de Nascente, Escala Numérica, Energias Renováveis

Exame Nacional de Geografia 2020 – Época Especial
Questões 1-2
1. A heterogeneidade do território português, do ponto de vista geológico, contribuiu para um padrão espacial
diferenciado, no que respeita à exploração e à transformação dos recursos do subsolo, que pode ser
observado na Figura 1.

1.1. A escala numérica que corresponde à escala gráfica representada na Figura 1 é
(A) 1/50 000.
(B) 1/5 000 000.
(C) 1/500 000.
(D) 1/5000.
1.2. Considere as seguintes afirmações verdadeiras.
I. A litoralização da distribuição das pedreiras contrasta com o padrão de distribuição das explorações de águas de nascente em atividade.
II. A exploração dos recursos do subsolo, como as águas termais, tem contribuído para o desenvolvimento do turismo em espaço rural.
III. Na região Centro, algumas explorações de águas de nascente em atividade estão localizadas nas NUTS III Beiras e Serra da Estrela e Beira Baixa.
IV.  Os calcários extraídos nas Serras de Aire e de Candeeiros são muito utilizados na construção da calçada portuguesa.
V. No conjunto montanhoso Estrela-Açor-Gardunha estão localizadas unidades industriais de engarrafamento de águas de nascente.
Identifique as duas afirmações cujo conteúdo pode ser comprovado através da análise da Figura 1.
2. O mar português dispõe de recursos energéticos que podem vir a ser potencializados em benefício da economia portuguesa.
Duas das estratégias de desenvolvimento do país seriam:
A – a exploração dos recursos energéticos de fontes renováveis;
B – a exploração de recursos energéticos de fontes não renováveis.
Selecione uma das estratégias, A ou B. De acordo com a estratégia selecionada, apresente duas formas de exploração dos recursos energéticos, explicando de que modo poderão contribuir para o desenvolvimento socioeconómico do país.
Correcção: AQUI
Fonte: Iave, consultado a 10 de setembro de 2021.

Geografia 7.º Ano – Mapas de Pequena Escala

Mapas de Pequena Escala
Caraterísticas dos mapas de pequena escala:
– Área extensa ou com pormenor.
– Redução da realidade muito grande.
– Pouco grau de pormenor.
– Abrange uma área enorme.
– 1/200 000 000 – A realidade foi reduzida 200 milhões de vezes

Geografia 7.º Ano – Mapas de Grande Escala

Mapas de Grande Escala
As caraterísticas dos mapas de grande escala são:
– Pequena área e muito pormenor.
– Pequena redução da realidade.
– Muito grau de pormenor.
– Abrange uma área pequena.
– 1/10 000 – A realidade foi reduzida 10 000 vezes.

Geografia 7.º Ano – Cálculo de Distâncias Reais

Exercício:
Imagina que pretendes saber a distância que separa a Escola A e a Escola B, através de um mapa.
1.º Passo
– Descobre a distância no mapa:
· A distância entre os dois estádios no mapa é de 6 cm.
2.º Passo
– Verifica a escala do mapa.
· A escala é 1/25 000.
NOTA: Se a escala for gráfica, deve-se converter para numérica para que seja possível efetuar os cálculos.
3.º Passo
– Realiza os cálculos através da aplicação da seguinte fórmula.

– Aplica a proporção para descobrires o valor do X:

– Assim:

– O resultado está em centímetros, sendo necessário reduzir para quilómetros ou metros.

Resposta: A distância real, em linha reta, entre as duas escolas é de 1,5 km.

Geografia 7.º Ano – Cálculo de Distâncias num Mapa

Exercício:
– Tomemos como exemplo a distância entre Braga e Setúbal, em linha reta, que é de aproximadamente 336 quilómetros.
Determina a distância num mapa de escala 1/2 400 000.
1.º Passo
– Reduzir a distância real para centímetros: 336 km = 33 600 000 cm
2.º Passo
– Aplicar a fórmula:
E = Escala
DM = Distância no Mapa
DR = Distância Real

3.º Passo
– Aplicar a proporção:

Resposta:A distância no mapa é de 14 cm.
Fonte: Porto Editora